Laranjas orgânicas para fugir da contaminação do suco por agrotóxicos

3 de Maio de 2012

Por André Forastieri
Blogueiro do R7

Seu suco favorito é o de laranja? Estás com a maioria, no Brasil e no mundo. Tem coisa melhor que um sucão de laranja espremida na hora, dois cubões de gelo, dois canudos, no balcão da padaria? No café da manhã comprido do domingão? Ressuscita qualquer espírito. Vitamina C, azedume e doçura na medida certa, sempre um sabor ligeiramente diferente do último, e carboidratos de montão.

O epicentro da indústria da laranja no planeta Terra é o estado de São Paulo. É uma máquina de fazer dinheiro. Os plantadores de laranja no Brasil receberam no ano passado de doze a quinze reais para cada caixa de 40,8 quilos. Seja no suco da padoca ou no suco no Tetrapack, a margem de lucro sempre foi imensa. E visto que nossa economia cresce, e mais gente pode gastar, estamos tomando mais suco de laranja que nunca.

Pra fazer em casa é baratinho, mas demanda tempo, faz molhação na pia, há que dar fim no bagaço depois, e gera um custo de energia, ou elétrica ou do braço mesmo. Tem lugar que cobra dois reais, tem lugar que cobra sete, oito, ou mais, dependendo do frescor ou frescura do ambiente. Margem de lucro daquelas.

Por que então este ano a caixa de laranjas que valia doze reais vai cair pela metade, ou até chegar a três reais, segundo alguns analistas? Por que a laranja está em crise? O que vai acontecer com as cidades paulistas e mineiras cujas economias giram em torno do suco? E, principal para gente como a gente, nosso suquinho de todo dia vai cair de preço também?

A explicação oficial: tem veneno no seu suco.

Na safra 2011/2012, tivemos produção recorde de laranja. Nesta nova, teremos de novo uma superprodução. As empresas de suco de laranja estão com os estoques bem fornidos. Como vem mais um monte de suco por aí, elas não precisam se preocupar em garantir o suprimento a preço bom.

E o mercado externo está em queda. A responsabilidade principal é do governo americano. Mais da metade do suco de laranja consumido nos EUA é produzido no Brasil. Mas os Estados Unidos decidiram barrar a entrada de cargas de suco com Carbendazim, um fungicida muito usado em outros países, inclusive no Brasil. Isso espantou o consumidor americano. As vendas de suco brasileiro nos EUA caíram. Os citricultores brasileiros pediram um ano e meio para se adaptarem a estas novas exigências. Basicamente, vão ter que trocar por agrotóxicos mais caros. Com os quais os americanos não encrencam. Por enquanto.

Ironia – os produtores brasileiros gastam uma boa grana em agrotóxico para aumentar a produtividade, e agora que ela cresceu muito, a super oferta jogou os preços lá embaixo. Que frescos esses gringos, hem?

Bem, testes em laboratório indicam que altas doses de Carbendazim podem causar infertilidade. Os testículos dos ratinhos de laboratório basicamente explodiram. Na Austrália deu escândalo – tinha peixe nascendo com duas cabeças, todo tipo de deformidade. Altíssimas doses têm consequências seríssimas. Há caso de criança nos Estados Unidos que nasceu sem olhos, após a mãe ser exposta a uma dose alta de Benlate, parente do Carbendazim. Os países ricos decidiram que seu sucão de laranja, amigo, está envenenado.

É questão de política comercial? Os testes são precisos? Tem lobby na jogada? Que sei eu? Pelo sim pelo não, me garanto: aqui em casa só entra laranja orgânica. Não sou crente cego nas vantagens milagrosas da agricultura orgânica, mas uma é indiscutível: produto orgânico não tem agrotóxico. A desvantagem é que pago R$ 6,06 por um quilo de laranja pera – seis laranjas. É o preço de que será pago este ano por quarenta quilos de laranja ao agricultor!

Isso, para aqueles que conseguirem vender seu produto. Li hoje no jornal: especialistas dizem que um terço da produção total de laranjas do estado de São Paulo pode apodrecer no pé em 2012 – simplesmente porque, com estes preços tão baixos, não valerá a pena colher.

Tem algo muito errado com o mundo.

About these ads
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s